A importância da Saúde Emocional na jornada de trabalho
A importância da Saúde Emocional na jornada de trabalho

Como manter a produtividade e a qualidade de vida dos seus colaboradores em alta!

Presente como uma das maiores questões da geração atual, o cuidado e a informação sobre saúde mental e emocional têm, cada vez mais, se mostrado como grandes prioridades em relação ao bem-estar de vida, ao desempenho no trabalho e a perspectivas de futuro. Qualquer gestão focada no sucesso de sua empresa deve quebrar os antigos estigmas e preconceitos relacionados ao cuidado emocional, e tratar o problema como algo vital para o futuro da organização.

Quais as principais queixas de saúde emocional relacionadas ao trabalho?

Em primeiro lugar, precisamos entender que a mente humana, assim como nosso corpo, também adoece. E doenças e mazelas mentais podem atrapalhar o cotidiano de qualquer um, do mesmo jeito que um nariz atacado por rinite ou uma perna quebrada pode atrapalhar seu dia. Entender as principais queixas e problemas que afligem nossas mentes diariamente, ainda mais aquelas relacionadas ao ambiente ou a carga de trabalho, nos auxiliam a manter uma equipe de colaboradores saudáveis e uma atmosfera acolhedora dentro da organização.

Dores emocionais e mentais se traduzem em sintomas físicos muitas vezes, e os maiores indicadores de problemas de natureza emocional são aqueles que não nos permitem seguir com nosso dia a dia, nem manter uma conduta de trabalho adequada. Dentre os maiores sinais de problemas emocionais podemos encontrar:

  • Dores de cabeça;
  • Insônia;
  • Enjoos;
  • Crises de Ansiedade;
  • Falta de apetite;
  • Dificuldade em concentração.

Estresses excessivo, crise de Burnout, depressão, ansiedade, todas essas doenças de natureza mental e emocional podem causar estes sintomas em diferentes graus de intensidade e em diferentes momentos. Um diagnóstico realizado por um profissional da saúde pode facilitar na compreensão e no cuidado dessas doenças, mas há um mundo inteiro de possibilidades e ações que podemos tomar dentro do ambiente de trabalho para melhor identificar e reagir a tais problemas.

Claro que estes sintomas aparecem em diversas outras patologias e doenças do cotidiano, mas devemos tomar um cuidado extra ao examinar os comportamentos diários de nossa equipe e de nossos colaboradores, pois as doenças emocionais são as mais difíceis de se diagnosticar, ainda mais por todo o estigma relacionado ao cuidado a saúde mental. Da mesma maneira que qualquer um pode pegar uma gripe, qualquer um pode sofrer algum problema emocional, e apenas um trabalho em conjunto dentro da organização, onde se valoriza o cuidado pessoal e a comunicação, pode evitar maiores problemas, tanto para seus colaboradores quanto para seu negócio.

Como cuidar da Saúde Emocional no trabalho?

O trabalho do gestor é sempre uma série de delicadas decisões para manter um equilíbrio sadio entre todos os aspectos do negócio. Muitos acreditam que o bem-estar do colaborador pode ir na direção contrária a um sucesso empresarial ou a uma alta produtividade, mas as duas coisas podem e devem sempre andar juntas, e há diversas medidas que podemos tomar para manter essa balança equilibrada. Um colaborador saudável, comunicativo e motivado pode fazer toda a diferença para o sucesso de uma organização, e aqui elencamos 5 medidas que podem fazer a diferença na saúde mental em sua empresa:

  • Instruir a área de Gestão de Pessoas: aqui, conhecimento é a palavra-chave, e o primeiro passo é garantir uma instrução e preparo das equipes de RH para identificar e lidar com as mais comuns doenças emocionais presentes no ambiente de trabalho. Também é importante compartilhar estes conhecimentos com a equipe, logo palestras, atividades e reuniões que tratem do tema são necessárias.
  • Incentivar a procura por ajuda profissional: da mesma maneira que remédios ajudam a tratar uma gripe, temos disponibilizados diversos meios de tratamentos médicos, psicológicos e terapêuticos que possam ajudar na saúde mental de seus colaboradores. O importante é enfatizar a procura à ajuda profissional, quebrando os estigmas presentes em nossa sociedade.
  • Fortalecer a comunicação: as doenças mentais e emocionais são as doenças silenciosas, muitas pessoas sentem receio de demonstrar abertamente suas fragilidades, sentimentos e problemas do cotidiano. É importantíssimo para a construção de um ambiente de trabalho saudável que toda comunicação entre equipe e gestão seja estimulada, e de que novos canais de conversa e abertura sejam criados.
  • Encorajar exercícios físicos: um corpo saudável anda de mãos dadas com uma mente saudável, e muitas das recomendações médicas para diversos tratamentos de doenças emocionais incluem uma rotina de exercícios físicos. Promova ações conjuntas na prática de exercício físico e boa alimentação entre seus colaboradores.
  • Integrar a equipe ao redor das soluções: o ponto essencial para criação de uma cultura harmoniosa de questões de saúde mental e emocional na empresa é a integração entre a equipe, seja gestão ou seja colaborador, onde quaisquer problemas, reclamações, sugestões, inovações e mudanças que possam ser feitas em direção a um ambiente de trabalho mais saudável sejam ouvidas e discutidas em conjunto. Uma equipe unida caminha em direção ao sucesso.

Mais do que ficar atento à saúde daqueles que trabalham conosco, precisamos inovar no cuidado, na compreensão e na prevenção de doenças e problemas de saúde emocional, para construir um futuro mais unido e próspero. É hora de abrir os ouvidos para os problemas dos outros, as mentes para as novas ideias, e as portas para acolher aqueles que batalham diariamente conosco em direção ao sucesso profissional.